O advogado de Cristo e o anunciamento do último julgamento

Autor:
CASTRO, Adhym

ISBN: 978-65-87429-02-1 (impresso)
Ano de publicação: 2020
258 páginas

Como citar:
ABNT: CASTRO, Adhym. O advogado de Cristo e o anunciamento do último julgamento. Sobral-CE: Editora SertãoCult, 2020.

APA: Castro, A. O advogado de Cristo e o anunciamento do último julgamento. Sobral-CE: Editora SertãoCult, 2020.

Quer ler um pouquinho desta obra? Baixe aqui sua degustação do livro

INTRODUÇÃO

Este meu trabalho literário que se segue pode até não ser uma obra profunda, concertante e inovadora, mas certamente é diferente de tudo quanto o leitor já leu. E, apesar deste livro estar em forma de romance, escrevi-o para clarear a mente daquelas que procuram a verdadeira verdade bíblica, que até então permanecera sem a explanação necessária. Além disso, antecipará com clareza e certeza as verdades que Deus reserva para o fim das eras.

E assim como surgiu o profeta Noé antes do dilúvio a mando do Senhor, também aqui neste romance o personagem central está a alertar de maneira clara e artística sobre o Juízo Final.

Um exército se prepara fazendo simulações de como agiria numa suposta guerra. Porém, jamais sabe exatamente o que ocorreria de verdade numa guerra real – embora sua preparação seja fundamental. Assim é a narração que se segue: uma estória de ficção-verdade-profetizada; uma simulação de como tudo pode e/ou deve se suceder. Porque sempre fora assim: um profeta prevê o que vai acontecer, sem saber matematicamente o momento e a hora em que
suas profecias se realizarão exatamente.

Contudo, este livro em forma de romance de cunho filosófico foi criado baseado em visões tidas por mim, das quais não é bom duvidarem, porque está escrito na Bíblia: “Se entre vós algum é profeta do Senhor, eu me revelarei a este em visões ou lhe falarei em sonhos” (Números 12: 6).

Como já foi mencionado, esse trabalho artístico-literário é uma advertência; e que no dia do grande e real julgamento de Deus, ninguém possa alegar de que não foi alertado de como Cristo Jesus, o Rei, agiria no momento marcado para o Juízo Divino.

E como Cristo sabia em sua primeira vinda que na cruz seria pregado, aqui também, nesta estória, deixa-se claro quem serão os crucificados desta vez.

Todavia, O advogado de Cristo e o anunciamento do último julgamento é uma obra que deve cheirar e feder. Cheirosa será para os que gostam da verdade e a praticam; e fedida para os que vivem praticando injustiça. Porém, de uma coisa tenho plena certeza, tudo que está escrito e dito neste romance é absorvível pela compreensão das pessoas de bem. E o maior objetivo desta narração é este: trazer às claras as verdades que viviam caladas, demonstrando assim que não estou querendo monopolizar a verdade, até porque a verdade é Deus, e não posso obrigar ninguém a aceitá-lo.

Como o autor deste livro, o que tem a dizer sobre a minha pessoa é que, dentro dessa hipócrita humanidade, não faço parte nem da classe dos dominantes, nem da dos dominados, pois neste mundo não sou escravo de nada e nem de ninguém. Sou apenas alguém que estuda e procura a cura dos males que afetam a humanidade, embora sabendo de antemão que a solução só acontecerá com o julgamento feito por Deus.

(O Autor)