Seca, cultura e movimentos sociais: ensaios em História Social – Volume 1

Organizadores:
NEVES, Frederico de Castro
RAVENNA, Monyse

ISBN: 978-65-87429-76-2 (impresso)
ISBN: 978-65-87429-77-9 (e-book/pdf)
DOI: 10.35260/87429779-2020
Ano de publicação: 2020
180 páginas

Como citar:
ABNT: NEVES, Frederico de Castro; RAVENNA, Monyse (Orgs.). Seca, cultura e movimentos sociais: ensaios em História Social – Volume 1. Sobral-CE: Editora SertãoCult, 2020.

APA: Neves, F. C.; Ravenna, M. (Orgs.). Seca, cultura e movimentos sociais: ensaios em História Social – Volume 1. Sobral-CE: Editora SertãoCult, 2020.

Baixe aqui o seu livro gratuitamente

O GTSeca – Seca, Cultura e Movimentos Sociais – tem como objetivo promover o debate entre estudantes de graduação e pesquisadores que se interessem pela questão do mundo do trabalho no Ceará, desde a consolidação da colonização portuguesa aos conflitos do tempo presente. As discussões tratam sobre a agência e experiência de trabalhadores, livres ou escravizados, em seus ambientes de trabalho, habitação e lazer, sejam em cenários urbanos ou sertanejos. Destacam-se também as práticas de convívio social, na criação de espaços de sociabilidade e na cultura popular, perceptíveis através da produção literária e intelectual, da literatura de cordel, nas formações de zonas de contato interétnico, festividades, manifestações de religiosidade popular e tradições orais. O fenômeno migratório também é foco das discussões desenvolvidas.

SUMÁRIO

No coração dos livros / 7
Adelaide Gonçalves
Aos “irmãos do norte”: Caridade e Crítica Social na Primeira República / 25
Frederico de Castro Neves
“Leva para sua companhia a orphã Maria Candida Vieira, parda de quinze annos de idade”: tutela, contratos de soldada e as relações de trabalho em Fortaleza no final do século XIX / 45
Juliana Magalhães Linhares
“Childhood’s End”: reflexões sobre a experiência órfã e pobre no Cariri no século XIX / 63
Maria Ivanda da Silva
A luta por impresso e a infância no MST / 79
Monyse Ravenna
Uma cidade à granel: meninos recolhidos, territorialidades e espaço urbano em Fortaleza nos meados do século XIX / 95
Ana Cristina Pereira Lima
Caixão de anjinho”: seca, fome e ciência (Ceará, anos 1950) / 115
Assis Daniel Gomes
Thomaz Pompeu de Sousa Brasil e a construção de seu argumento geográfico: o combate à seca como discurso científico / 141
Berna Caroline Vasconcelos Nogueira
Subsistência no Piauí: perspectivas através da historiografia e da oralidade / 161
Lia Monnielli

Confira o Volume 2 clicando na imagem