Segurança Alimentar, Inovação e Sustentabilidade

Organizadoras:

VASCONCELOS, Mirele da Silveira
MORAIS, Ana Cristina da Silva
ALMEIDA, Alisandra Cavalcante Fernandes de
BRAUN, Maria do Socorro de Assis
FONTELES, Josefranci Moraes de Farias

ISBN: 978-85-67960-64-7 – papel
ISBN: 978-85-67960-65-4 – e-book – pdf
Doi: 10.35260/67960654-2021
Ano de publicação: 2021
306 páginas

Como citar:
ABNT: VASCONCELOS, Mirele da Silveira; MORAIS, Ana Cristina da Silva; ALMEIDA, Alisandra Cavalcante Fernandes de; BRAUN, Maria do Socorro de Assis; FONTELES, Josefranci Moraes de Farias (Orgs.). Segurança Alimentar, Inovação e Sustentabilidade. Sobral-CE: SertãoCult, 2021.

APA: Vasconcelos, M. S.; Morais, A. C. S.; Almeida, A. C. F.; Braun, M. S. A.; Fonteles, J. M. F. (Orgs.). Segurança Alimentar, Inovação e Sustentabilidade. Sobral-CE: SertãoCult, 2021.

Clique aqui para baixar o e-book

APRESENTAÇÃO

A sociedade se constrói em processos de mudanças, adaptação, evolução e encontra na ciência o suporte para investigar e descobrir os caminhos e soluções para melhorar a vida as pessoas. Desse modo, a pesquisa científica poderá ampliar os seus saberes, uma vez que ela é importante para qualquer área do conhecimento e possui como característica um conjunto de atividades planejadas para responder e resolver algumas inquietações e curiosidades dos seres humanos.
Diante dessa realidade, surgem desafios para a pesquisa do campus de Baturité do Instituto Federal do Ceará para contribuir e incentivar a interação dos pesquisadores com a região a partir de investigações que possam aproveitar as oportunidades encontradas na natureza, na biodiversidade e na riqueza cultural do Maciço de Baturité, procurando expandir o olhar sobre as coisas e pessoas, buscando soluções que atendam às demandas econômicas e sociais por meio da ciência.
Nesse contexto, a Ciência de Alimentos encontrou na região um ambiente propício para estudos que possam fortalecer a soberania alimentar e promover a democratização de oportunidades que favoreçam desenvolvimento regional, crescimento econômico, geração de emprego e renda, uma vez que as pesquisas podem atuar com uma abordagem estratégica e sistêmica como um catalizador de mudanças que promovam bem-estar social.
Portanto, o tema “Ciência de Alimentos” é relevante no contexto nacional, em especial, no que concerne ao Território em que se insere o Maciço de Baturité e demais regiões do Ceará. Uma região em desenvolvimento que precisa da capacitação de profissionais não somente tecnicamente bem habilitados, mas também conscientes de seus papéis diante da coletividade. Que sejam capazes de assumir, com responsabilidade, a missão de colaborar para que o processo de mudanças seja de fato de caráter prático, oferecendo melhorias para todos, sem devastar riquezas naturais, sociais e culturais.
A Ciência de Alimentos é um campo multidisciplinar de conhecimento que tem como foco o estudo do alimento na sua totalidade desde a matéria-prima até o produto final. Envolve vários aspectos como físico-químicos, sensoriais, microbiológicos, bioquímicos, nutricionais, legislativos e tecnológicos, além do marketing, logística e gestão da qualidade. Assim, os profissionais, que atuam em alguma das etapas citadas, possuem um papel importante na qualidade da alimentação da população.
Compete ao especialista em Ciência de Alimentos desempenhar as seguintes atividades profissionais: atuar como docente em instituições de ensino, respeitando a legislação específica; promover a disseminação e apropriação de tecnologias estudadas no curso que possam promover o desenvolvimento científico e tecnológico; exercer atividades no processamento e conservação de alimentos; criar/aplicar inovações e processos de alimentos com matérias-primas regionais; pesquisar e desenvolver produtos alimentícios; implementar e supervisionar programas de garantia da qualidade de alimentos; assessorar ou prestar consultoria em desenvolvimento de produtos alimentícios, capacitação de pessoal, qualificação de fornecedores, auditorias, gestão de programas de garantia da qualidade e adequação à legislação; atuar no sistema de vigilância sanitária, no setor varejista e de serviços de alimentação, e na área comercial e centrais de abastecimento e distribuição; elaboração de rotulagem para produtos alimentícios; adequação das empresas do setor alimentício quanto à legislação vigente; monitorar processos que visem à segurança alimentar e nutricional.
Diante deste cenário, a proposta do curso de especialização em Ciência de Alimentos contribui para a capacitação da população do Maciço de Baturité e demais regiões do Ceará de forma a buscar a melhoria da renda e da qualidade de vida, tendo em vista que a agricultura de pequena escala – a horticultura e a fruticultura – e a exploração de grãos, caju e cana-de-açúcar estão entre as principais atividades. No entanto, o baixo nível tecnológico e a organização comercial dos produtores reduzem a competitividade da região. A proposta da especialização atende também a capital (Fortaleza) e região metropolitana, bem como parte do Sertão Central e de Canindé.
Nesse sentido, a interdicisplinaridade na pesquisa em alimentos contribui de forma significativa mostrando as evidências científicas sob diferentes perspectivas, mas complementares para nortear ideias inovadoras. E foi nesta perspectiva que o presente livro foi idealizado, ainda em 2018, durante a disciplina de Projetos. O trabalho foi concretizado em 2020 após finalizar a 1ª turma, contactar os alunos para participar do livro e montar a equipe de organização.
Em períodos distintos, mas igualmente importantes para a formação da 1ª Turma de Especialização em Ciências de Alimentos, as professoras Dra. Ana Cristina da Silva Morais e Dra. Mirele da Silveira Vasconcelos do campus de Baturité do IFCE foram coordenadoras do referido curso. Atualmente, no momento da escrita deste livro, o curso segue se preparando para ofertar uma nova turma com a coordenação da Prof.ª Dra. Josefranci Moraes de Farias Fonteles.
Assim, este livro foi organizado pelas professoras Mirele da Silveira Vasconcelos; Ana Cristina da Silva Morais; Alisandra Cavalcante Fernandes de Almeida; Maria do Socorro de Assis Braun e Josefranci Moraes de Farias Fonteles, todas docentes da 1ª turma de especialização.
Esta obra apresenta capítulos na forma de artigos científicos oriundos de pesquisas, a maioria originária do desenvolvimento do trabalho de conclusão de curso (TCC), durante a disciplina de TCC ministrada pela prof.ª Dr.ª Alisandra Cavalcante Fernandes de Almeida na I Turma de Especialização em Ciências de Alimentos do campus de Baturité do IFCE. O presente projeto contou com o apoio do professor José Wally Mendonça Menezes, Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFCE, do prof. Lourival Soares de Aquino (Diretor Geral do campus de Baturité), da prof.ª Maria do Socorro de Assis Braun, coordenadora de Pesquisa do campus de Baturité do IFCE.

As organizadoras

SUMÁRIO

Capítulo 1 – Primeira turma do curso de especialização em Ciências de Alimentos no campus de Baturité do Instituto Federal do Ceará / 15
DOI: 10.35260/67960654p.15-39.2021
Mirele da Silveira Vasconcelos
Ana Cristina da Silva Morais
Alisandra Cavalcante Fernandes de Almeida
Maria do Socorro de Assis Braun
Josefranci Moraes de Farias Fonteles

Capítulo 2 – Aplicação e aceitabilidade da biomassa de banana verde adicionada em preparações da merenda escolar do município de Redenção – Ceará / 41
DOI: 10.35260/67960654p.41-63.2021
Thaianá Pereira Costa
José Danisio Silva Vieira
Marília Moreno da Silva
Erivalda Roque da Silva
Mirele da Silveira Vasconcelos


Capítulo 3 – Aplicações gastronômicas da semente de munguba (Pachira aquática Aublet) / 65
DOI: 10.35260/67960654p.65-81.2021
Luis Davi Alves Lima
Nilza Mendonça
Paulo Henrique Machado de Sousa
Joélia Marques de Carvalho


Capítulo 4 – Avaliação higiênico-sanitária das unidades de alimentação das escolas públicas no Brasil: uma revisão sistemática da produção científica brasileira após a promulgação da RDC 216/2004 Anvisa / 83
DOI: 10.35260/67960654p.83-98.2021
Érica M. Rodrigues de Araújo
Patrícia Campos Mesquita

Capítulo 5 – Educação alimentar no ensino de ciências naturais: contribuições no processo de ensino-aprendizagem / 99
DOI: 10.35260/67960654p.99-117.2021
Marília Moreno da Silva
Erivalda Roque da Silva
José Danisio Silva Vieira
Thaiana Pereira Costa
Mirele da Silveira Vasconcelos

Capítulo 6 – A utilização das plantas medicinais: um resgate cultural através do ensino de ciências / 119
DOI: 10.35260/67960654p.119-136.2021
Erivalda Roque da Silva
Marília Moreno da Silva
José Danisio Silva Vieira
Thaiana Pereira Costa
Francisca Lúcia Sousa de Aguiar

Capítulo 7 – Utilização do pó das folhas de Moringa oleifera Lam. na alimentação humana no Brasil / 137
DOI: 10.35260/67960654p.137-152.2021
Luciana de Sousa Lima
Anne Kamilly Nogueira Felix

Capítulo 8 – Prevalência de aditivos alimentares em sucos industrializados sabor laranja comercializados em Baturité-CE / 153
DOI: 10.35260/67960654p.153-175.2021
José Heligleyson Batista Barbosa
Maria Flavia Azevedo da Penha

Capítulo 9 – Consumo consciente: a alimentação pensada a partir de uma visão agroecológica / 177
DOI: 10.35260/67960654p.177-196.2021
Antonia Izamara Araújo de Paula
Priscila Ximenes Moreira

Capítulo 10 – Perfil e padrão de consumo dos consumidores de produtos agroecológicos na feira solidária do Cetra / 197
DOI: 10.35260/67960654p.197-230.2021
José Danisio Silva Vieira
Thaiana Pereira Costa
Marília Moreno da Silva
Erivalda Roque da Silva
Rafaela Maria Temóteo Lima Feuga

Capítulo 11 – Aproveitamento do pedúnculo do caju como forma de sustentabilidade em uma fazenda na área reformada do Pirangi – Chorozinho, Ceará / 231
DOI: 10.35260/67960654p.231-266.2021
Eremita Maria Pinheiro e Silva
José Geovane Pinheiro e Silva
Rafaela Maria Temóteo Lima Feuga

Capítulo 12 – Rota verde do café do Maciço de Baturité: perfil da produção / 267
DOI: 10.35260/67960654p.267-286.2021
Andressa Vitor de Almeida
Ana Cristina da Silva Morais

Capítulo 13 – Uso do Canvas em processos de ensino para desenvolvimento de novos produtos alimentícios / 287
DOI: 10.35260/67960654p.287-304.2021
Francisca Gabriela de Lima Pinheiro
Maria do Socorro de Assis Braun